Personal shopper explica como funciona o serviço de enxoval de bebê à distância

Depois da descoberta da gravidez e todas as emoções, vem a dúvida do que comprar para o bebê. Uma boa alternativa para quem quer economizar e poupar tempo é contratar um personal shopper.

Melissa Biscoto é fundadora da Mel Shopper, que cria roteiro de compras de acordo com a necessidade e perfil dos clientes. Ela também tem descontos exclusivos em lojas nos Estados Unidos e Brasil.

“A ansiedade é grande pela chegada do bebê e os preparativos, ainda maiores. Por outro lado, este um dos momentos mais gostosos até a chegada do pequeno. As expectativas aumentam e os pais se conectam ainda mais com a criança. E falando de expectativas, nada mais especial do que montar a lista mais fofa de todas, a lista de enxoval de bebê, mesmo a distância é possível organizar um enxoval e com a ajuda de uma assessoria especializada, tudo se torna mais fácil”, afirma.

Ela recomenda que o enxoval comece a ser feito 6 meses antes do nascimento do bebê caso a cliente opte pelo serviço à distância.

“Tudo é planejado de acordo com as preferências do cliente e estação do ano em que o bebê irá nascer. Fazemos a lista do enxoval personalizada, reunião de planejamento, fazemos as compras e por fim, organizamos e fazemos o envio das mercadorias. Temos que levar em conta o prazo do envio que pode demorar em 30 a 150 dias para chegar no Brasil”, explica.

“Aqui nos EUA existe política de devolução, porém deve ser feita até 30 dias. Mas tomamos todo cuidado é explicamos todas as diferenças dos produtos pra as mamães e recomendamos produtos que realmente conhecemos e que já foram usados por nossos clientes”.

Melissa também dá um conselho para mulheres que estão grávidas durante a crise sanitária:

“Enfrentar a pandemia do novo coronavírus é um desafio para nossa sociedade. Ficar isolado e sem poder sair de casa não é fácil. Agora, imagina para as gravidinhas de plantão? Muitas mamães não puderam fazer seu chá de bebê, contar com a ajuda dos parentes, por conta do distanciamento social, gerando muita angústia e ansiedade para a maioria das grávidas. O conselho que tenho é que manter a calma é fundamental, pensamento positivo que irá dar tudo certo e o mais importante seguir todas as orientações do Ministério da Saúde e do seu médico de confiança”.