King of Trader 2.0: nova plataforma de mesa proprietária da Boom Invest S/A será lançada no mercado brasileiro

Um negócio inovador para quem deseja trabalhar em casa em tempos de crise.

A mesa proprietária Boom Invest S/A lançará a versão 2.0 do seu simulador de mercado financeiro King of Trader, que estava em desenvolvimento há mais de cinco anos, para atender os seus negociadores proprietários já no segundo semestre de 2020. “ Embora a versão anterior tenha proporcionado bons resultados e experiências para os profissionais, havia necessidade de um projeto mais robusto e que resolvesse algumas questões críticas da maioria das ferramentas do mercado” destaca Hugo Maciel, responsável pela coordenação do desenvolvimento do simulador. Ainda que a Boom Invest seja pioneira em negociação proprietária no Brasil, reconhece as dificuldades para sobreviver nesse segmento de mercado. “A maior dificuldade é justamente a criação de ferramentas próprias e o desenvolvimento de softwares que possuem custos elevados no Brasil, por isso a empresa sempre desenvolveu seus projetos na Rússia e Índia para baratear seus custos de desenvolvimento”, conclui Hugo Maciel.

Os Estados Unidos, onde surgiu esse modelo de negócio no final dos anos 80, conta hoje com impressionantes números de mais de 8 mil mesas proprietárias operando ativamente no mercado americano todos os dias. Eduardo Rodrigues, estrategista chefe de negociações proprietárias, destaca que o empresário americano e operador de mercado Oliver Velez, idealizador de empresas desse segmento de mercado nos EUA, foi o mentor e parceiro fundamental da Boom Invest para desenvolvimento da primeira mesa proprietária do Brasil, na cidade de Curitiba, disponibilizando poder de negociação de 50 mil a 2 milhões de dólares para os operadores, dessa forma alavancando a empresa em seus primeiros anos de mercado. “A parceria com ele foi fundamental, visto que estávamos há muitos anos trabalhando na estrutura do negócio e, como todos empreendedores brasileiros, enfrentando dificuldades financeiras para aumentar nosso poder de negociações frente ao mercado“, afirma Maércio Oliveira, um dos idealizadores da Proprietary Trading.

Mas o que é uma mesa proprietária? “A negociação proprietária envolve o uso do capital da empresa, permitindo que você exerça alavancagem que normalmente seria limitada aos seus recursos pessoais. Em troca, a empresa recebe uma parte dos ganhos e os operadores de mercado ficam com a outra parte dos lucros. Negociação proprietária ocorre quando um banco ou empresa negocia ações, pares de moedas, derivativos, títulos, mercadorias ou outros instrumentos financeiros em sua própria conta, usando seu próprio dinheiro em vez de usar o dinheiro de captação de clientes no mercado. Isso permite que a empresa obtenha lucros totais com uma negociação, e não com a comissão que recebe do processamento de negociações para clientes. Os bancos e outras instituições financeiras se envolvem nesse tipo de negociação com o objetivo de obter lucros excedentes para si mesmos. Essas empresas geralmente têm uma vantagem sobre o investidor médio em termos das informações de mercado que possuem, visto que existe uma equipe trabalhando nesse sentido, e outra vantagem vem de ter sofisticados softwares para seus negociantes. Um dos benefícios do comércio proprietário é o aumento dos lucros. Ao contrário de quando atua como corretora e ganha comissões, a empresa desfruta de 100% dos lucros da negociação das operações”, conclui Maércio Oliveira.

As mesas proprietárias podem acessar avançadas tecnologias e uso de softwares automatizados, acessam sofisticadas plataformas de negociações eletrônicas que oferecem acesso a uma ampla gama de mercados e a capacidade de automatizar processos e participar de negociações de alta frequência. Os traders podem desenvolver inúmeras estratégias de negociação, testar sua viabilidade e executar demonstrações em seus computadores. Na maioria das empresas proprietárias, as plataformas de negociação usadas são exclusivamente internas e só podem ser usadas pelos traders da empresa. As empresas obtêm benefícios substanciais por possuir os próprios softwares de negociação para aprimorar o gerenciamento dos riscos, isso é algo que os operadores de varejo não têm.

Os traders proprietários bem-sucedidos possuem uma combinação única de previsão, instinto, capacidade analítica e desejo constante de aprender. Pesquisando incansavelmente oportunidades e avaliando tendências, empregando estratégias baseadas em intenso estudo e entendimento da dinâmica do mercado. “Os traders proprietários que usam o capital da empresa sempre foram a espinha dorsal da Boom Invest S/A. Nossa missão é encontrar e desenvolver grandes traders, fornecendo a eles educação, poder de negociação e as ferramentas necessárias para obter sucesso no mercado financeiro. Se a negociação é a sua carreira, a Boom Invest é a empresa para você”, afirma Rodrigues.

A Boom Invest S/A fornece a seus traders o capital próprio, suporte e a estrutura necessária, além de disponibilizar as negociações em escritório físico, no Paraná, ou remotamente de qualquer lugar com acesso à internet. A empresa permite que cada trader negocie manualmente ou desenvolva uma estratégia automatizada. Com a experiência de mais de 10 anos de mercado, a empresa entendeu que a tecnologia avançada é essencial para profissionais que exigem software de nível avançado. Conhecendo essa realidade desde a primeira versão de ferramenta de negociação criada em 2015 a empresa trabalhou por cerca de 5 anos para trazer ao mercado a nova versão 2.0 do simulador King of Trade com tecnologias inovadoras. “Indubitavelmente essa nova plataforma de negociação possibilitará o crescimento da performance de todos profissionais que operam na mesa. Ela foi construída por programadores com experiência no mercado como traders para atender às exigências e as necessidades dos traders que desejam ferramentas de qualidade. A Boom Invest S/A, ao longo dos anos, fez parceria com empresas de trading com suporte e que têm infraestrutura pessoal para apoiá-la, e atualmente é uma das poucas empresas com experiência para tirar o máximo do potencial dos operadores e aproveitar as oportunidades oferecidas em um mercado competitivo, no qual a inteligência artificial trabalha para substituir os operadores humanos”, finaliza Eduardo Rodrigues.

Vídeo de parceria da Boom Invest com Oliver Velez:
https://www.youtube.com/watch?v=CyWFoWSTiFA&t=5s