Atleta do K1 amador revela desejo de reencontrar antiga rival no profissional

Geovana Fernandes ainda analisou atual cenário feminino de lutas

Natural da cidade de Curitiba, no Paraná, Geovana Fernandes é uma das maiores promessas da região sul do país no kickboxing amador. Se preparando para iniciar a sua trajetória no profissional, a lutadora foi obrigada a adiar o sonho devido à crise mundial imposta pelo novo coronavírus. Aos 23 anos, a lutadora demonstra uma maturidade rara no ringue, com um estilo de luta calmo e estratégico:

— Com certeza me considero uma lutadora estratégica, prefiro em alguns momentos apenas observar, para só depois atacar minha adversária — declarou Geovana Fernandes.

Somando mais de 17 lutas no cartel amador, a lutadora fez boa parte dos seus combates em eventos internos da academia. Alex Poatan e Aline Pereira estão entre os nomes que a atleta destaca como grandes representantes do Brasil na atualidade. Graduada como azul-escura no muay thai, Geovana revelou o nome da atleta que gostaria de reencontrar no k1 profissional em um futuro próximo:

— Acho que uma atleta que gostaria de enfrentar novamente é a Maria Heloísa, que já enfrentei em uma luta de boxe, acho que seria bacana agora uma luta nossa no K1 profissional — declarou Geovana.

Em busca de voos ainda mais altos na carreira, Geovana pretende estrear no k1 profissional após a quarentena ter um fim e os eventos voltarem as atividades habituais. Questionada sobre o cenário feminino atual, Geovana espera mais igualdade entre os gêneros e mais oportunidade para as mulheres no esporte:

— Vejo um grande crescimento, já até participei de eventos com o card totalmente feminino, acho uma iniciativa muito bacana, mas as oportunidades ainda não são iguais, infelizmente, pois a maioria dos eventos, mais da metade dos cards ainda são masculinos — destacou a jovem promessa curitibana.

Representante da equipe Brazilian Dream da cidade de Colombo, no Paraná, Geovana Fernandes tem feito o possível para treinar e se manter na dieta enquanto a academia ainda se mantem fechado devido a pandemia.