Único: técnico e atleta em atividade no Brasil, “Mineiro” faz história no MMA

 Empresário, head coach e atleta Lucas “Mineiro” supera limites dentro e fora do octógono

Seguir dieta, 4  treinos por dia , zelar pela sua academia Capital da Luta, cuidar do exército de atletas além de cumprir seus trabalhos com os patrocinadores, essa é a rotina que o campeão Lucas Martins “Mineiro” encara todo dia.

Para o lutador, a maior dificuldade é conciliar os seus treinos com as aulas de personal e não faltar atenção e treino para seus atletas:  “Mas é uma dificuldade boa, que faz evoluir como profissional e ser humano, consigo me adaptar e servir de própria motivação”, comenta Mineiro.

Em preparação física para seu próximo confronto, o corner da lutadora Luana Carolina Dread, atleta do UFC (que também já tem luta marcada); busca passar toda essa sua experiência dentro do tatame para seus atletas e alunos.

Eu tento passar para eles tudo que aprendi nestes anos no mundo da luta, dos bastidores e da vida também. Além da experiência à vontade. E automaticamente eu aprendo muito com eles. Cada um trás algo diferente que acaba agregando, e assim vamos crescendo e evoluindo todos juntos”, destaca o atleta.

A maioria dos atletas de Lucas Mineiro se destacam nos principais eventos e competições do MMA brasileiro, como:  UFC, Future FC, SFT, Jungle Fight entre outros.

Lucas iniciou a trajetória no mundo da luta quando tinha 22 anos, hoje com 30, o atleta se considera no auge da carreira.

Já tenho uma boa bagagem de experiências neste 8 anos, mas tenho muito o que aprender e ensinar. Tenho que levar o nome da minha academia, Capital da Luta o mais alto possível, conquistar vitórias com meus atletas, levá-los aonde cheguei, ou melhor, incentivar e prepara-los a chegar além do que consegui conquistar”, revela.

Com luta marcada, de dieta, cumprindo a rotina de treinos e nunca deixando faltar atenção, para a preparação do seu exército, o lutador busca inspiração através dos seus atletas , alunos, além da sua família e as crianças do seu projeto social, que servem de combustível para Mineiro continuar traçando seus objetivos e deixar história no MMA Brasileiro, sendo o primeiro atleta a conciliar a luta no octógono e fora dele.