Dicas para preparar uma noite romântica inesquecível

Matchmaker dá sugestões para fazer com que a ocasião se torne única e o relacionamento saia da rotina

Quem é que não gosta de uma surpresa especial, tanto pelo gosto de se sentir importante, como pela própria intenção em si?

Mesmo que a modernidade tenha feito com que as pessoas percam um pouco daquele “toque” romântico, preparar uma noite agradável e cheia de mimos é sempre uma boa pedida.

Ainda que o casal esteja alinhado na forma de agir e pensar, sair um pouco da rotina é primordial para o sucesso de um relacionamento.

Jennifer Lobo, matchmaker e CEO do portal Meu Patrocínio, dá algumas dicas para fazer com que a noite seja marcante. Confira!

Prepare o local

Ter um local especial é o primeiro passo para produzir uma noite impactante.

Velas e luminárias garantem a meia luz romântica, deixando um cenário bem característico e romanesco.

Essências, incensos ou as próprias velas, se forem perfumadas, ajudam a deixar o ambiente perfumado e mais aconchegante.

Playlist especial

Uma boa música de fundo tem a capacidade de modificar todo a atmosfera do lugar.

Portanto, para a sua noite inesquecível, tenha uma lista de músicas escolhidas com carinho e que sejam compatíveis com a ocasião.

Selecione as canções que combinem com vocês, que tragam boas lembranças dos momentos vividos pelo casal ou opte por algo mais sensual.

Tudo depende do que a criatividade mandar e das intenções de cada um.

Aproveite para uma dança a dois, pois certamente essa parte da sua “programação” irá trazer muita ternura ou boas risadas.

E qualquer um desses resultados deixará ambos felizes.

Capriche no visual

A aparência é muito importante, independentemente da situação. E uma noite romântica merece um look mais incrementado.

“Simplicidade não cabe nesse tipo de ocasião. Se for a mulher preparando essa surpresa, ela também deve caprichar na lingerie, além de uma maquiagem cheia de glamour e um perfume instigante”, finaliza Jennifer.

Serviço:

Meu Patrocínio – www.meupatrocinio.com

 

Jennifer Lobo fala sobre relacionamentos via web e a ascensão dessa prática

Lucrativo, unir casais na internet é algo atual e direcionado, como no caso do Meu Patrocínio

O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia Estatística) indicou um aumento de 2.8% nos casamentos de 2015 para o ano anterior, contabilizando 1.137.321 uniões nas entidades civis. E essa busca pelo par ideal está cada vez mais presente na internet, onde muitos utilizam das ferramentas cibernéticas para achar a pessoa de acordo com seus sonhos.

Seja por conta da rotina corrida, pela falta de interesse em ir a lugares para conhecer pessoas ou simplesmente pela praticidade de selecionar com quem conversar, os aplicativos e sites de relacionamento vêm ganhando cada vez mais espaço.

Jennifer Lobo, CEO do Meu Patrocínio, primeiro e maior site do segmento sugar no Brasil, conta que trouxe esse conceito para o País porque viu um nicho promissor. Então, completando dois anos, a plataforma já conta com mais de 300 mil inscritos.

O mundo virtual permite facilidade na seleção da pessoa com quem se relacionar

Endinheirados, bem-sucedidos e em busca de uma relação transparente, os Sugar Daddies e as Sugar Mommies, nomes dados aos adeptos do mundo sugar, buscam Sugar Babies e Sugar Boys compatíveis ao seu jeito de ser, seja fisicamente e em todos os outros quesitos.

E é exatamente esse afunilamento que faz com que os usuários paguem mensalidades de R$ 199 ou R$ 1000, mostrando que além de ser lucrativo, há sites para todos os desejos.

Mesmo com aplicativos grátis ou redes sociais com grupos focados em namoro, os diferenciais ainda fazem com que usuários paguem pelos serviços. No caso dos sugar, a CEO explica que é uma relação como outra qualquer, mas com definições do que cada um quer, unindo objetividade, honestidade e o significado do que um espera do outro.

“O daddy ou a mommy podem ajudar o seu parceiro, mesmo que financeiramente – e não apenas – para que o outro possa obter auxílio no seu crescimento pessoal, mas tudo dentro de um relacionamento com companheirismo, afinidade e amor”, explica.

Jennifer Lobo, do Meu Patrocínio

Conversamos com a matchmaker e CEO do Meu Patrocínio, Jennifer Lobo, para sabermos mais sobre o universo sugar e o retorno financeiro que esse tipo de plataforma pode gerar.

Jornal Notícias do Brasil – Por que em meio a tantos aplicativos e redes sociais com grupos voltados a encontros,  ainda há quem pague para fazer parte de um site de relacionamentos?

Jennifer Lobo – Porque as pessoas procuram qualidade no atendimento e, principalmente, um grupo mais seleto para poder se relacionar.

No Meu Patrocínio estão as pessoas mais influentes e poderosas do Brasil, procurando companheiros com muita beleza e ambição.  Quem está na nossa rede demonstra a real intenção em estar em um relacionamento.

Não é à toa que falamos que no nosso site o relacionamento sai do virtual para o real. Nos aplicativos gratuitos muita gente se inscreve apenas para matar a curiosidade, sem intenção nenhuma.

Nós possuímos diferenciais que abrangem desde a qualidade no atendimento até o perfil dos usuários. Nossos clientes formam um grupo seleto, composto por  pessoas influentes, com alto poder aquisitivo, em busca de parceiros que, além de beleza, tenham ambição e objetivos claros.

Quem está na nossa rede demonstra a real intenção de ter um relacionamento que ultrapasse as barreiras do virtual e que, com muita transparência, se torne realidade. Nos aplicativos gratuitos há muita curiosidade e falta de comprometimento.

JNB – Quais estilos de pessoas pagam por esse serviço?

JL – No Meu Patrocínio quem paga são os Sugar Daddies e as Sugar Mommies. Os daddies são homens bem-sucedidos, com uma situação financeira muito boa e que procuram uma companheira com beleza e ambição.

Eles têm uma média de idade de 42 anos, que ganham aproximadamente R$78 mil mensalmente, com 42% deles com ao menos uma pós-graduação.

As Sugar Mommies  são mulheres independentes, maduras, que obtiveram sucesso profissional e estão à procura de um Sugar Baby para que possam ter um relacionamento com leveza e alegria.

Elas são mulheres com idade de 43 anos, a maioria graduada, 5%  com pós-graduação, possuindo uma faixa salarial em torno de R$ 50 mil mensais e estão dispostas a investir uma média de R$ 2.500 por mês com os seus “boys”.

JNB – E o que elas esperam encontrar e ter nesses sites?

JL – Esperam encontrar um parceiro para ter uma relação transparente e honesta, com as expectativas em um relacionamento alinhadas desde o início.

Desejam uma relação virtuosa, madura e clara. Os objetivos e expectativas são alinhados desde o início.

JNB – No caso do empresário, o que ele deve fazer para produzir e promover um site de relacionamentos que obtenha sucesso?

JL – Trabalhar muito, se dedicar ao negócio e ter a garantia que está entregando o melhor serviço da área de relacionamentos.

Diria que as bases são muita determinação, clareza nos objetivos, dedicação e trabalho. É necessário ter o foco no cliente, agregando valores ao serviço prestado, sem descuidar da qualidade.

JNB – Como buscar oferecer sempre mais e se reciclar diante da concorrência, para não cair no ostracismo e perder mercado?

JL – Temos uma equipe que trabalha todos os dias da semana sempre focada nas inovações de tecnologia da informação, atendimento ao cliente e comunicação.

Estamos buscando e criando novas formas para melhorar nossos serviços, aprimorando e surpreendendo ainda mais os nossos clientes.

JNB – Por fim, o que você considera essencial para que um site de relacionamento, no caso sugar, ofereça aos clientes, além do site em si, para que atraia e fidelize o usuário (como presentes, festas etc.).

JL – Pensamos que o essencial é o serviço de apoio que possuímos. Estamos sempre buscando parcerias com lojas e eventos para trazermos algo a mais para os nossos clientes.

Sempre priorizando os melhores locais e serviços de qualidade, uma vez que o nosso público possui um alto nível social e buscamos atendê-los nos moldes desses parâmetros.

Serviço:

Meu Patrocínio – www.meupatrocinio.com