Brasília lidera busca por relacionamento com interesse financeiro, segundo o Google

Brasília, a capital federal

Universo Sugar

A ferramenta mostrou que a capital do poder é a mais interessada nesse tipo de relacionamento. Além do Distrito Federal tiveram destaque o Rio de Janeiro, São Paulo, Santa Catarina, Goiás, Piauí e Paraíba.

O Google Trend, ferramenta de pesquisa da maior empresa de busca do mundo, mostra que o Distrito Federal é a região com mais interessados pelos termos de busca “Sugar Daddy” e “Sugar Baby”. O primeiro descreve a figura de um homem rico, mais velho, com dinheiro e que custeia o estilo de vida de luxo de sua parceira. Já o segundo refere-se à mulher jovem a ser bancada.

Os dados foram divulgados pela plataforma brasileira Universo Sugar. O site promove união entre babies e daddies. Criada há apenas um ano, a plataforma reúne mais de 150 mil usuários cadastrados do Brasil e do exterior.  A plataforma  avaliou as buscas dos últimos 12 meses.

A pesquisa trouxe um ranking das cinco sub-regiões que mais buscam por Sugar Daddy e Sugar Baby. A análise apresentou a Capital Federal como a mais interessada para os dois termos: Sugar Daddy (papai de açúcar) – o homem, mais velho e, por isso, papai, se dispõe a “bancar” mulher mais jovem. E Sugar Baby (bebê de açúcar) – mulher mais jovem que gosta de ser mimada, ganhar presentes, viajar, comer em bons restaurantes, sair para lugares chiques.

No que se refere ao resultado de buscas pela palavra que categoriza o homem (Sugar Daddy), depois de Brasília a ferramenta aponta os Estados do Piauí, Rio de Janeiro, São Paulo e Paraíba.

 

Para cada estado do Brasil, em geral, o Google apresenta um “volume de pesquisa”.  A ferramenta mostra o interesse e a evolução da pesquisa de um termo ao longo do tempo. Os resultados obtidos não revelam a quantidade de acessos, mas sim um índice entre 0 a 100. Em que 100 significa que é o local com a maior popularidade; 50 indica um local que tem metade da popularidade; e 0 aponta um lugar em que a palavra tem menos de 1% de buscas.

Já quem busca por “Sugar Baby” seguido do Distrito Federal aparece Rio de Janeiro, São Paulo, Santa Catarina e por último Goiás.

 

O estilo de racionamento sugar é baseado em status, dinheiro e prazer. A regra proposta é clara: por parte dos homens a companhia das mulheres mais jovens. Já as garotas ganham mimos, apoio financeiro e viagens de luxo.

Frequentada por ricaços e autoridades políticas, Brasília faz parte do mapa do luxo brasileiro. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) o maior rendimento per capita de 2017 foi observado no Distrito Federal (R$ 2.548) – mais que o dobro da média nacional. O rendimento domiciliar per capita é o resultado da soma dos rendimentos recebidos por cada morador, dividido pelo total de moradores do domicílio.

O site Universo Sugar divulgou ainda os cinco estados com maior número de usuários cadastrados. São Paulo lidera o ranking com 19.412 usuários; Rio de Janeiro aparece em segundo lugar com 18.271, seguido por Minas Gerais, com 16.459. Na Região Centro-Oeste, o líder é o Distrito Federal, com 14.971. Já o Paraná surge na quinta posição com 12.774.

Nos últimos meses, Brasília que ocupava oitava posição do ranking dos estados com maior número de usuários cadastrados na plataforma de relacionamento sugar, passou a ocupar a quinta colocação, ultrapassando os Estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

 

Serviço:

Universo Sugar – www.universosugar.com

(Assessoria: Anne Viana/AaZ Press)

 

 

Ginástica do Cérebro inaugura primeira unidade no Centro Oeste

                         Região de Águas Claras agora passa a ter unidade de treinamento cognitivo

Iniciando o trabalho de expansão 2018, a Ginástica do Cérebro, franquia especializada em treinamento cognitivo, que entre seus resultados melhora a capacidade cerebral, nível de concentração, memorização e resiliência de pessoas em qualquer faixa etária e que em 2017 cresceu cerca de 50%, inaugura no início de fevereiro uma unidade no Distrito Federal que ficará localizada na Av. das Araucárias 1835/2005, sala 341, no Shopping Águas Claras.

A gestão da unidade será feita por Tania Cardoso, matemática de formação e ex-bancária que decidiu investir na franquia porque queria um negócio na área de educação, que não envolvesse produtos e que ao mesmo tempo melhorasse a qualidade de vida das pessoas. “Na Ginástica do Cérebro eu encontrei um modelo de negócio que atendia tudo que almejava para empreender”, diz a executiva.

Para a CEO da rede, Nadia Benitez, 2018 será o ano da virada econômica e as melhorias já sentidas no segundo semestre de 2017 refletem neste início de ano, logo a economia se reestabelece e o crescimento de negócios inovadores tem se mostrado um processo natural. A executiva salienta que o perfil dos franqueados da Ginástica do Cérebro tem sido muito observado, “queremos pessoas engajadas, que façam a diferença preferimos crescer de forma sólida, mesmo que mais lenta do que abrir a franquia para qualquer investidor que depois de um curto espaço de tempo não conseguirá gerir o negócio de forma satisfatória, acreditamos que abrir um negócio mesmo que seja uma franquia que já vem formatado, merece cautela e atenção e a Tania Cardoso mostrou o quanto fará a diferença para a nossa rede.”

Serviço

Ginástica do Cérebro – Unidade Águas Claras

Endereço: Av. das Araucárias, lote 1835/2005, sala 341 – Shopping Águas Claras – Brasília – DF

Tel.: (61) 3973-1929 / 99554-2912

Sobre

A Ginástica do Cérebro, com sede em Foz do Iguaçu, foi criada pela psicopedagoga e especialista em neuropedagogia Nadia Benitez com o apoio do seu marido Rafael Minozzo desde 2012. O Curso da Ginástica do Cérebro tem o objetivo de potencializar as capacidades cognitivas e emocionais de todas as pessoas, em qualquer faixa etária, com ou sem problemas relacionados à aprendizagem, especialmente destinada à área de lógica matemática por meio do uso do soroban que é exclusivamente fabricado no Brasil pela empresa. Apresenta um destaque especial no trabalho com crianças não-alfabetizadas, que promove um apoio na fase mais importante da vida da criança: alfabetização. A neuroaprendizagem busca promover uma maior capacidade de memória, concentração, atenção, ampliação da velocidade de raciocínio, através de jogos modernos de 2ª geração, material desenvolvido especialmente para o curso, além de apresentar atendimento empresarial, escolar, palestras e a festas.

Informações à imprensa

RBML Comunicação Integrada

Cintia Rubio – cintia@rbmlcomunicacao.com.br

SP tem maior chuva dos últimos 68 anos para janeiro

Em 24 horas foram 115 milímetros de chuva; recorde anterior foi de 127,4 mm de 1949.

As fortes chuvas que atingiram a capital paulista entre a noite de domingo (15) e a madrugada desta segunda-feira (16) representaram o maior volume de precipitações para um mês de janeiro dos últimos 68 anos. O Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) informou que em 24 horas foram 115 milímetros de chuva, segundo a estação meteorológica convencional do Mirante de Santana. O recorde anterior foi de 127,4 mm do dia 12 de janeiro de 1949.

Considerando todos os meses, é também a maior chuva em 24 horas desde 25 de maio de 2005, quando se totalizou 140,4 mm. Segundo o Inmet, o recorde absoluto de chuva em 24h no Mirante de Santana é de 151,8 mm, registrado em 21 de dezembro de 1988.

Com a chuva desta madrugada, o mês já totaliza volume de 271,2 milímetros, superando em 10 mm a média histórica de janeiro, iniciada em 1943.

 O Estado de São Paulo continua com alerta de chuvas intensas, pelo menos até esta terça-feira (17). De acordo com o Inmet, durante a tarde desta segunda, o deslocamento de uma área de baixa pressão deve promover nova rodada de tempestades no Estado. Nas regiões do oeste paulista, como Mogiana, Alta Mogiana e Vale do Ribeira, há maior probabilidade de temporais.
fonte: http://noticias.r7.com/sao-paulo/sp-tem-maior-chuva-dos-ultimos-68-anos-para-janeiro-16012017

 

 

GDF bloqueia passe livre para estudantes durante férias

Cartões tinham sido suspensos no início do mês. Governo diz que restrição é amparada por lei. Veja quem tem direito.

 

Os cartões do passe livre estudantil no Distrito Federal voltaram a ser bloqueados pelo governo nesta segunda-feira (16). A medida já estava prevista desde o começo do mês, quando os benefícios aos usuários foram suspensos pela primeira vez.
Para o DFtrans, órgão que administra o transporte público do DF, o bloqueio é amparado por uma portaria que regulamenta o benefício. Segundo o órgão, “o benefício do Passe Livre Estudantil terá validade exclusivamente durante o período das aulas na Instituição de Ensino”.

No começo do mês, quando bloqueou os cartões, o governo anunciou que o benefício seria garantido apenas até o dia 15. Até lá, quem estava tendo aulas que dão direito ao passe livre – por exemplo, as reposições do semestre letivo da UnB – deveria apresentar comprovante. Depois do dia 15, quem não tivesse mostrado essa documentação teve o cartão suspenso novamente.

Cursos de idiomas e atividades extraclasse – voluntariado ou aula de artes marciais, por exemplo – não dão direito ao passe livre, originalmente, e também não podem ser usados como argumento para estender o benefício durante as férias. A exceção são os Centros Interescolares de Línguas (CILs), que compõem a rede pública de ensino. Quem faz estágio profissional poderá continuar usufruindo das passagens grátis, desde que comprove o vínculo.

O DFTrans afirmou ainda que apenas a Universidade de Brasília (UnB) e uma faculdade solicitaram a manutenção do passe à alunos matriculados em cursos com aulas em janeiro, mas diz que qualquer instituição de ensino pode solicitar o benefícios a quem ainda tem aula.

Entretanto, estudantes têm reclamado que o benefício foi suspenso inclusive para quem está tendo aulas. É o caso da estudante de engenharia civil Gabriella Valentim, que está indo à UnB para fazer o projeto final do curso.

“Ainda bem que eu tinha levado dinheiro, porque geralmente eu não ando com dinheiro. Tive que pegar os últimos R$ 10 que tinha na carteira e comprar o cartão”, disse.

Veja regras

Têm direito ao passe livre estudantes de escolas públicas, cursos, universidades e faculdades de todo o DF. Com o benefício, o estudante tem direito a até 54 acessos mensais, podendo ter mais viagens acrescidas caso o estudante utilize mais ônibus diariamente.

De acordo com o GDF, foram gastos com o passe livre estudantil em 2016 mais de R$ 64 milhões. O valor representa os repasses feitos às empresas de ônibus, já que o governo arca com as passagens dos estudantes. Em 2015, o valor gasto com o passe livre foi de quase R$ 48 milhões.

O benefício, inclusive, é um dos motivos apontados pelo governo como justificativa para o aumento nas tarifas de ônibus e metrô no DF, que passou a valer nesta segunda. Com isso, passagens que antes custavam R$ 4 agora são R$ 5; a de R$ 3 passam para R$ 3,50; e as viagens que valiam R$ 2,25 agora custam R$ 2,50. De acordo com o governo, o DF o procentual pago com viagens grauitas chega a 33%, enquanto nos outros estados a média é de 15%.

 

 

fonte: http://g1.globo.com/distrito-federal/noticia/gdf-bloqueia-passe-livre-para-estudantes-durante-ferias.ghtml

Racionamento no DF começa nesta segunda em 3 regiões; veja detalhes

Medida foi anunciada na quinta-feira e vai atingir todas as regiões atendidas pela bacia do Descoberto, por rodízio. Interrupção será de 24 horas, a cada seis dias.

 

O racionamento de água nas casas e comércios do Distrito Federal começa nesta segunda-feira (16), a partir das 8h. Segundo a Caesb, no primeiro dia da medida, os cortes acontecem em Ceilândia Oeste (veja mapa abaixo), Recanto das Emas e Riacho Fundo II. Isso significa que, nessas regiões, o fornecimento começa a ser retomado às 8h de terça (17) e vai se normalizando gradualmente até o fim de quarta. De quinta a sábado, as torneiras funcionam normalmente, e no domingo, pode haver novo corte.

A medida foi anunciada pela Caesb nesta quinta (12). Segundo a companhia, haverá um “rodízio” entre todas as regiões que são abastecidas pelo reservatório do Descoberto, o maior da capital (veja lista ao fim da reportagem). O corte no fornecimento está autorizado desde 10 de novembro, mas ainda não tinha sido implementado – e agora, não tem data prevista para terminar.

O calendário dos cortes percorre um ciclo de seis dias: um dia com interrupção completa, dois de estabilização e três de fornecimento normal. No sétimo dia, o corte volta a acontecer. Os ciclos vão se repetindo por tempo indeterminado, até que as chuvas reponham o estoque de água no Descoberto.

Segundo o presidente da Caesb, Maurício Luduvice, a companhia não foi pega de surpresa e já vinha elaborando um plano de rodízio no consumo de água desde que a situação hídrica começou a se agravar, ainda em 2016.

Região dividida

Em Ceilândia os moradores precisam de atenção especial. Por ser muito populosa a região foi dividida – assim como Águas Claras – e cada área passará pelo corte de água em um dia diferente.

A divisão foi feita entre leste e oeste e está detalhada no mapa abaixo. A região em verde, que faz divisa com Taguatinga, é chamada Ceilândia Leste – segundo o cronograma, o primeiro dia de corte d’água na região é na quinta (19).

 O outro lado de Ceilândia, que inclui o Sol Nascente e os trechos que ligam o DF ao Entorno, aparece no cronograma como Ceilândia Oeste. A área fará parte da “estreia” do racionamento, e terá corte no fornecimento já nesta segunda (16), a partir das 8h.

Cronograma

Na terça (17), os cortes atingem Vicente Pires, Colônia Agrícola Samambaia, Vila São José, Jóquei, Santa Maria, DVO, Sítio do Gama, Polo JK e Residencial Santa Maria.

Na quarta (18), a interrupção é prevista para o Gama. Na quinta (19), o racionamento será em Águas Claras (zona baixa), Park Way, Núcleo Bandeirante, C.A. IAPI, Candangolândia, Setor de Postos e Motéis e Metropolitana, Vila Cauhy, Vargem Bonita, Ceilândia Leste e Samambaia.

Na sexta (20), Guará I e II, Polo de Modas, CABS, Lúcio Costa, SQB, CAAC, Taguatinga Sul, Arniqueiras, Areal e Riacho Fundo I ficam sem água. No sábado (21), encerrando o primeiro “ciclo” de racionamento, o abastecimento cessa em Águas Claras (zona alta), Concessionárias e Taguatinga Norte.

A bacia do Descoberto abastece cerca de 60% dos imóveis do DF, localizados principalmente em Ceilândia, Taguatinga, Vicente Pires, Águas Claras, Samambaia, Riacho Fundo, Recanto das Emas, Gama, Santa Maria, Núcleo Bandeirante, Park Way, Guará e Candangolândia. Todas essas regiões estão sujeitas ao corte programado.

Nas outras regiões do DF, que são abastecidas pelo reservatório de Santa Maria e por córregos, haverá redução na pressão dos canos. Isso significa que a água continua chegando, mas com uma potência mais fraca. Esses sistemas também estão com volume de água mais baixo que o esperado, mas a situação não é tão crítica quanto a do reservatório maior.

No início da tarde deste domingo, o Descoberto operava com 18,69% da capacidade total, enquanto Santa Maria operava com 41,04%. O limite de 20% marca o nível “de restrição”, quando a legislação do DF permite o início do racionamento.

fonte: http://g1.globo.com/distrito-federal/noticia/racionamento-comeca-nesta-segunda-em-ceilandia-recanto-e-riacho-ii-veja-detalhes.ghtml