Projeto na Paraíba quer erradicar anemia em crianças com necessidades especiais

Inicialmente 300 crianças serão atendidas pelo projeto do nutrólogo Alexander Gomes de Azevedo

O Instituto de Assistência das Américas, idealizada pelo nutrólogo Alexander Gomes de Azevedo fez uma parceria com o Instituto Papel Marche para Paraíba para erradicar a anemia em pessoas vulneráveis. Inicialmente 300 crianças que precisam de uma atenção especial serão atendidas e suplementadas. Posteriormente, serão 2 mil.

“A nossa parceria é fazer uma suplementação para crianças com necessidades especiais: autismo, dislexia, déficit de atenção, déficit de aprendizado, hiperatividade. Nós fizemos exames através do Projeto Brasil Nutrido e vamos agora suplementá-las. Além disso, faremos teste psicológico para ver como tá a memória, aprendizado e raciocínio e melhorar a vida delas”, disse Alexander Gomes.

As crianças serão suplementadas pelo Ômega life, composto lácteo que possui 29 nutrientes, sendo quatro deles utilizando a tecnologia Nano que melhora a absorção pelo organismo (Ferro, Vitamina A, Vitamina D e Ômega-3). O produto, para combater anemia, foi desenvolvido por uma equipe multidisciplinar, liderada por Alexander.

“Trata-se de um projeto para a erradicação da Anemia, utilizando uma suplementação alimentar, nos deixando totalmente seguros que precisamos acrescentar esse projeto junto ao nosso e continuação do acompanhamento de tratamentos de nossas crianças acelerando os resultados esperados”, disse o representante do Instituo Papel Marchê.

O Instituto Papel Marchê é um Centro de Atendimento Especializado em atendimento a crianças e adolescentes com dificuldade de aprendizagem, transtornos escolares, transtornos do desenvolvimento global e demais deficiências.

Ele tem como público alvo crianças que também vivem em vulnerabilidade social e alimentar, fazendo acompanhamento nas seguintes modalidades: atendimento continuado em psicopedagógico, atendimento psicológico, atendimento fonoaudiológico e atendimento em acupuntura.

E agora para complementar e assim obter resultados mais eficazes, a suplementação”, afirmou. Erika Matias Souza Dias

Crédito Vh assessoria