Problema que não para de crescer: 40% das pessoas apresentam excesso de peso no Brasil

                                 Mudança de hábitos faz brasileiro colocar a saúde em risco e buscar cirurgia bariátrica como solução

 

Mais e mais pessoas estão acima do peso, e elas só vão dar conta disso quando sobem na balança ou a saúde da sinal de alerta. O brasileiro está mais pesado e sem freios na alimentação.

 

Dados do Ministério da Saúde mostram que 40% das pessoas apresentam algum grau de excesso de peso e 5 milhões são obesos mórbidos, além disso, nos últimos dez anos, a obesidade aumentou 60%. São números que assustam e revelam que ter uma vida saudável não é prioridade para muitos.

 

Com o aumento do peso aparecem também as doenças relacionadas ao excesso de gordura corporal, como por exemplo: hipertensão, diabetes, distúrbios respiratórios e câncer.

 

Segundo o Dr. Arthur Garrido Júnior, algumas pessoas obesas não conseguem resultados satisfatórios com dietas e atividades físicas, desistem no meio do caminho, e a cirurgia bariátrica, tem sido a solução para quem quer emagrecer e ter de volta a saúde em dia.

 

“O avanço de técnicas cirúrgicas faz o procedimento uma alternativa segura e eficiente não só contra obesidade, mas também contra as doenças associadas ao excesso de peso”, pontua o médico que é conhecido como o Papa da cirurgia bariátrica.

 

A Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica, revela que o Brasil registra por ano mais de 100 mil cirurgias de redução de estômago, perdendo só para os Estados Unidos que é o primeiro no ranking.

 

No Instituto Garrido são realizados mais de mil procedimentos anualmente. “Utilizamos quatro diferentes técnicas, todas respondem positivamente, hoje com tecnologia avançada a cirurgia é 100% gratificante e reduz possíveis traumas cirúrgicos”, afirma Dr. Garrido.

 

O especialista explica ainda, que para realizar a cirurgia o paciente é submetido a uma avaliação, onde são analisados os perfis psicológico e alimentar. 

 

“O importante seria que o as pessoas tivessem mais consciência sobre ter uma vida saudável. Infelizmente hoje em dia com a correria da rotina, o trabalho em ritmo acelerado e os alimentos de fácil acesso, fazem com que os hábitos mudem e consequentemente contribuem para o aumento da obesidade”, destaca Dr. Arthur Garrido Júnior.