Famosos agitam inauguração em São Paulo ao som da Família Lima

Famosos curtiram a noite de ontem embalados pelo som romântico da Família Lima. A inauguração de uma conceituada marca de alta costura atraiu famosos e imprensas ao local.

A  empresária  Aline Benfica recebeu os convidados com um coquetel no estilo festa de casamento,  entre os famosos presentes estavam  a atriz e repórter  Cacau Colucci ,a atriz  Lena  Roque ,Aritana Maroni ex-Master  Chef, Leonora Aquilla repórter ,William  Herculano Mister  Brasil  2016 ,o  designer  de  joias Anderson  Neves . 

Sete pequenos erros na dieta que até as pessoas mais saudáveis podem cometer

Pequeno hábitos alimentares ajudam o organismo a absorver mais e melhor os nutrientes que você consome.

 

Mesmo as pessoas mais disciplinadas cometem erros que podem colocar em risco os benefícios de uma dieta saudável.

São pequenos detalhes que ajudam o organismo a absorver mais e melhor os nutrientes que você consome.

Confira sete erros comuns e dicas correspondentes para potencializar os benefícios de alguns alimentos:

1. Comer sementes de linhaça inteiras

As sementes de linhaça são ricas em ômega-3, fibras e lignanas (antioxidantes). Além disso, são um laxante natural, usado para combater prisão de ventre.

Muita gente tem o hábito de comer linhaça no café da manhã, acompanhada de iogurte ou cereal. Mas as sementes acabam chegando ao intestino inteiras, sem ser digeridas.

Assim, alguns nutricionistas, como Cara Rosenbloom, recomendam comer linhaça triturada ou em pó para facilitar a absorção dos nutrientes.

2. Tomar bebidas energéticas após exercício

As bebidas energéticas contêm altos níveis de açúcar e sais minerais e são indicadas para repor os líquidos e eletrólitos perdidos por meio do suor durante atividade física.

De acordo com nutricionistas, não há necessidade de tomar bebidas energéticas após a prática de um exercício, a menos que se tenha feito um esforço excepcional (Foto: Damian Dovarganes/AP Photo)

De acordo com nutricionistas, não há necessidade de tomar bebidas energéticas após a prática de um exercício, a menos que se tenha feito um esforço excepcional (Foto: Damian Dovarganes/AP Photo)

Mas, de acordo com nutricionistas, não há necessidade de tomar esse tipo de bebida após a prática de um exercício, a menos que se tenha feito um esforço excepcional, como correr uma maratona.

“Se você fez menos de uma hora de exercício, não precisa tomar nenhum repositor energético”, afirma Jesús Román, presidente da Sociedade Espanhola de Ciências da Alimentação.

“E, em geral, depois de praticar esporte amador, também não”, acrescentou.

O que os nutricionistas recomendam é se reidratadar bebendo água.

3. Tirar o tempero da salada

Os legumes e verduras contêm vitaminas lipossolúveis (solúveis em gorduras), como A, E e K, e vários antioxidantes, que necessitam de gordura para serem absorvidos pelo organismo.

Por isso, deixar de temperar a salada com azeite pode fazer com que você perca seus principais nutrientes. Se não quiser usar azeite, você pode substituí-lo por outros alimentos ricos em gordura, como abacate, sementes, nozes ou queijo.

“Em qualquer dieta você precisa ingerir uma certa quantidade de gordura para que as vitaminas que são solúveis em gordura possam ser digeridas e absorvidas”, explica Román.

“De qualquer jeito, é muito difícil que em uma dieta não haja gordura”, diz o especialista.

4. Misturar suplementos vitamínicos com café ou chá

A cafeína pode dificultar a absorção de algumas vitaminas e minerais de alguns suplementos, como cálcio, ferro e vitaminas B e D.

Por isso, os nutricionistas recomendam que os suplementos vitamínicos sejam ingeridos com água e, de preferência, antes ou depois de tomar bebidas com cafeína, como café, chá ou coca-cola.

O nutricionista Jesús Román esclarece, no entanto, que o café não impede a absorção de uma forma drástica.

“Os adstringentes, como o tanino, limitam muito mais a absorção”, explica Román.

“E quase nunca comemos um alimento isoladamente, sempre haverá interações”, ressalva.

5. Esquecer de agitar a garrafa de leite de soja, amêndoa ou arroz antes de beber

As alternativas ao leite de vaca, como o leite de soja, amêndoa ou arroz, costumam ser fortificados com cálcio e vitamina D. Mas esses nutrientes não se dissolvem facilmente e tendem a ficar concentrados no fundo da embalagem.

Se você beber o leite antes de agitar, corre o rico de perder todos os suplementos.

De acordo com Román, o cálcio adicionado, que é um cálcio mineral, não se dissolve nestes leites como o que existe naturalmente no leite de vaca. Então é preciso agitar corretamente.

O especialista recomenda, se possível, tomar o leite de vaca.

6. Acreditar que consome alimentos probióticos porque toma iogurte

Um dos maiores benefícios do iogurte, leite fermentado, é seu teor probiótico, que ajuda a manter a saúde da flora intestinal.

Mas se o iogurte é pasteurizado ou esterilizado, perde os microorganismos vivos que deveriam permanecer ativos no nosso intestino. Assim, passa a ser um produto lácteo, que contém cálcio, vitaminas e proteínas, como o leite, mas não possui propriedade probiótica.

Segundo Román, tomar iogurte pasteurizado é nutricionalmente equivalente a beber um copo de leite.

7. Confundir salada com vegetais

Esta é uma confusão bastante comum, segundo Román. Algumas pessoas fazem uma dieta à base de salada e acreditam que estão comendo vegetais suficientes.

“Uma salada básica, que tem 30 gramas de alface, algumas fatias de tomate e azeitonas, não é suficiente porque não tem volume, não apresenta densidade nutritiva suficiente”, diz Román, lembrando que alguns desses ingredientes são 90% água.

Para cumprir a recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS) de consumir pelo menos 5 porções (de 80g cada) de vegetais e frutas por dia, é necessário portanto incluir na dieta vegetais com mais densidade, como verduras cozidas e legumes.

Fonte: http://g1.globo.com/bemestar/noticia/sete-pequenos-erros-na-dieta-que-ate-as-pessoas-mais-saudaveis-podem-cometer.ghtml

Chevrolet S10 terá inédita versão com motor flex e câmbio automático

Até então, picape só tinha opção de transmissão manual, quando equipada com motor 2.5 flex. Única rival no segmento com esta opção atualmente é a Toyota Hilux.

A chevrolet irá lançar nos próximos meses uma nova versão da S10. A picape terá, pela primeira vez, a combinação de motor flex e câmbio automático.

A fabricante não divulgou mais detalhes técnicos, nem versões e preços. O modelo será apresentado em uma feira rural no início de abril, em Rio Verde (GO).

Até então, a S10 com o motor 2.5 flex de 206 cavalos só era oferecida com a transmissão manual de 6 marchas, com tração 4×2 ou 4×4. Por outro lado, o câmbio automático de 6 marchas só estava disponível na motorização 2.8 diesel, de 200 cv.

Chevrolet S10 LTZ (Foto: Divulgação)

Chevrolet S10 LTZ (Foto: Divulgação)

Ao que tudo indica, a Chevrolet irá adotar o câmbio de 6 marchas com a motorização atual. O maior desafio, no entanto, é conseguir números razoáveis de consumo de combustível, sobretudo com etanol no tanque.

De acordo com o Inmetro, a S10 flex com câmbio manual tem, na versão LTZ, números de consumo de 5,3 km/l na cidade e 6,1 km/l na estrada com etanol e 8,1 km/l em ciclo urbano e 9,1 km/l em trajeto rodoviário, quando abastecida com gasolina.

Rival única

Toyota Hilux flex (Foto: Divulgação)

Toyota Hilux flex (Foto: Divulgação)

A única picape com motor flex e câmbio automático do mercado brasileiro é a Toyota Hilux, líder da categoria e principal rival da S10. Ela é vendida em três configurações, com preços entre R$ 113.280 e R$ 133.070.

No caso da picape japonesa, há um motor 2.7 de 163 cv e transmissão automática de 6 marchas. A tração pode ser 4×2 ou 4×4.

Fonte: http://g1.globo.com/carros/noticia/chevrolet-s10-tera-inedita-versao-com-motor-flex-e-cambio-automatico.ghtml

‘É muito doloroso’, diz irmã de menina morta baleada dentro de escola no Rio

Menina de 13 anos foi atingida enquanto fazia aula de educação física. Irmão diz que morte pode ter sido execução e corpo tinha quatro perfurações.

 

Os irmãos da adolescente de 13 anos, que morreu após ser baleada dentro da Escola Municipal Jornalista Daniel Piza, em Fazenda Botafogo, Zona Norte do Rio, estiveram no Instituto Médico-Legal (IML) na manhã desta sexta-feira (31) para reconhecer e liberar o corpo da menina para o enterro. Maria Eduarda, tinha seis irmãos e era atleta de basquete do colégio.

“Quando foi ontem de tarde, eu soube dessa notícia, essa notícia horrorosa, que ninguém gosta de ouvir, que a minha irma foi baleada. Foi morta dentro de um colégio. É muito doloroso”, lamentou a irmã Daniela da Conceição.

Uidson Alves Ferreira, 32 anos, mostra medalhas e blusa com buraco feito por bala que acertou Maria Eduarda na nádega. (Foto: Alba Valéria Mendonça)

Família diz que menina foi morta com três tiros

A família de Maria Eduarda diz que a morte de jovem pode ter sido uma execução pois, segundo o irmão que fez o reconhecimento do corpo, havia quatro marcas de perfurações. De acordo com o Corpo de Bombeiros, quando a ambulância chegou ao local, a menina já estava morta. Maria Eduarda fazia aula de educação física quando foi baleada.

“Como que é uma bala perdida, com quatro perfurações no corpo da minha irmã? Bala perdida é se fosse um tiro. Foi uma execução. Eles executaram dois meliantes e ainda executaram a minha irmã”, disse o irmão Uidison Alves.

Rosilene, mãe de Maria Eduarda, também esteve no IML e disse que a menina não morreu por uma bala perdida. “Não foi bala perdida. Os PMs estavam douto lado do rio Acari atirando para a direção dos prédios”, afirmou Rosilene.

Maria Eduarda tinha 13 anos (Foto: Reprodução / TV Globo)

Maria Eduarda tinha 13 anos (Foto: Reprodução / TV Globo)

O professor Leonardo Bruno da Silva disse que, no momento dos tiros, havia de 25 a 30 crianças no pátios nos treinos de vôlei e basquete.

“Quando os tiros começaram as crianças correram e alguma se jogaram no chão. Não era uma operação. Em operações, a gente leva as crianças prata os corredores para que eles fiquem mais preotegidos. Foi de repente. O professor de educação física ficou ferido com estilhaços é uma aluna entrou em estado de choque. Vi tudo da minha sala. Foi desesperador. Estou sem coragem e com minha de abalada. A Maria era o exemplo que a educação é o esporte podem salvar crianças em situação de risco. disse o professor.

A escola hoje está fechada segundo o diretor, todos estão muito abalados. Na semana que vem será celebrado um culto ecumênico na escola para a comunidade. A data vão ser decidida junto com a família de Maria Eduarda.

Secretário de Educação Cesar Benjamin abraça mãe de Maria Eduarda (Foto: Alba Valéria Mendonça / G1)

Secretário de Educação Cesar Benjamin abraça mãe de Maria Eduarda (Foto: Alba Valéria Mendonça / G1)

Depois a morte de Maria Eduarda, houve um protesto na Avenida Brasil. A via chegou a ser fechada e criminosos aproveitaram para abordar motoristas. A Polícia Militar informou que a adolescente foi atingida por disparo de arma de fogo no fim de tarde e não resistiu, após confronto entre criminosos e policiais na Fazenda Botafogo. Dois homens, que segundo a PM seriam suspeitos de serem traficantes, também morreram. Agentes do 41º e do 9º BPM permaneceram no local juntamente com blindado do 41º BPM.

Os irmãos da adolescente ainda não têm detalhes sobre o que aconteceu na tarde de quinta-feira e aguardam esclarecimentos da polícia.

“Eu gostaria de entender o que realmente aconteceu. A gente espera que venha ter ajuda de alguém, pra poder ter um esclarecimento. A gente não sabe realmente de onde partiu os tiros. O que a gente quer nesse momento, é uma ajuda pra poder identificar o que realmente aconteceu naquela hora, naquele lugar. Pelo que as pessoas contam, tinham mais crianças no colégio. Poderiam ter sido outras crianças. Tinha uma coleguinha do lado dela que ficou em estado de choque porque viu o corpo dela no chão. A minha irmã era uma menina alegre, estudiosa, brincalhona”, disse Daniela.

Mãe da Maria Eduarda, Rosilene, também esteve no IML (Foto: Alba Valéria Mendonça / G1)

Mãe da Maria Eduarda, Rosilene, também esteve no IML (Foto: Alba Valéria Mendonça / G1)

Porta-voz da PM diz que não havia operação onde jovem foi baleada

O porta-voz da PM, major Ivan Blaz, disse na manhã desta sexta-feira (31), em entrevista ao Bom Dia Rio, disse que não havia uma operação policial em Fazenda Botafogo, na Zona Norte do Rio, onde uma estudante morreu atingida por uma bala perdida, dentro de uma escola. Segundo ele, a polícia tinha sido chamada pelo 190 para coibir a ação de criminosos na região. E acabou se confrontando com suspeitos mais bem armados.

“A morte de um inocente é um dano colateral dos mais absurdos. O policial lida com o medo de errar, o medo de perder a própria vida e a situação fica mais tensa, mais perigosa. E aquela região é ocupada por diferentes quadrilhas, e os conflitos viraram ato comum. E a sociedade sofre”, disse o porta-voz da PM.

Policiais envolvidos na execução em Acari são presos em flagrante

Homens foram executados por PMs perto de colégio

Os policiais militares que aparecem em um vídeo executando dois homens em Acari, na Zona Norte do Rio, foram presos em flagrante durante a madrugada desta sexta-feira (31) enquanto prestavam depoimento na Divisão de Homicídios da capital. Os PMs foram autuados por homicídio qualificado. A informação é do porta-voz da Polícia Militar, Ivan Blaz.

Nas imagens, os PMs atiram em dois homens caídos no chão, feridos e desarmados, perto de uma escola em Fazenda Botafogo, na Zona Norte do Rio de Janeiro. Os homens estão se mexendo quando os policiais atiram contra eles, com fuzis. A corregedoria da PM disse, na noite de quinta-feira, que estava apurando a gravação.

Ainda segundo a Polícia Militar, os dois homens estavam armados e trocaram tiros com a PM antes de serem mortos.

Fonte: http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/e-muito-doloroso-diz-irma-de-menina-morta-baleada-dentro-de-escola-no-rio.ghtml

Doria deixa promessas de campanha de fora do Plano de Metas

Prefeito prometeu zerar fila das vagas em creche em um ano, mas documento diz que meta é aumentar oferta de vagas em 30%.

 

Prefeito João Doria (PSDB) entregou o Plano de Metas, com as ações que irão nortear seu mandato até o fim da gestão, mas deixou de fora as promessas feitas durante sua campanha eleitoral. Um dos itens mais polêmicos é na área de Educação, já que a meta contradiz o próprio compromisso do tucano.

O documento com 50 metas foi entregue nesta quinta-feira (30) aos vereadores na Câmara Municipal sob vaias de manifestantes. Sem a previsão de grandes obras, o Plano não é regionalizado e também não especifica todas as ações, como nos programas apresentados nas gestões dos ex-prefeitos Gilberto Kassab (PSD) e Fernando Haddad (PT). Sem mencionar números, apenas porcentagens, o Plano se torna de difícil fiscalização para a população.

Após prometer zerar a fila da creche no primeiro ano de mandato através de unidades conveniadas, Doria voltou atrás e diz que irá expandir o número de vagas em creche em apenas 30%, totalizando 60% da taxa de atendimento de crianças de 0 a 3 anos. No ano passado, o número de vagas oferecidas em creches era de 284.217 vagas, com taxa de atendimento de 44%.

O tema já era polêmico, pois antes de assumir Doria havia dito que 103 mil crianças estavam na fila na creche aguardando por uma vaga, no entanto, no início do seu mandato, ele revisou o número e reduziu para 65,5 mil crianças. Atualmente, o município possui 2.059 creches da rede direta, indireta e conveniada. O documento não especifica quantas unidades novas seriam necessárias para atingir a meta.

Outro grande problema enfrentado pela população, especialmente nas regiões periféricas, é a falta de médicos. Na área da Saúde, uma das metas é implantar novas equipes de Atenção Básica com médicos de clínicas básica (clínico geral, ginecologista e pediatra). Outra proposta é aumentar a cobertura da atenção primária à saúde para 70% na cidade de São Paulo com equipes de saúde da família. Mas em nenhuma das metas aparece o número de 800 médicos que Doria disse que iria contratar.

Ele promete aumentar em 7% o uso do transporte público, mas não especifica quantos corredores de ônibus irá construir. A erradicação do analfabetismo também não aparece no documento entregue aos vereadores.

Ao invés de detalhar as obras para impedir alagamentos na cidade, como os 30 piscinões prometidos anteriormente, o programa cita apenas a redução de 15% de áreas inundáveis da cidade condicionada a repasses de recursos federais ou estaduais.

Prefeito João Doria entrega aos vereadores o plano de metas para os próximos quatro anos

Fiscalização

Outras metas apresentadas no documento elaborado pela equipe da Prefeitura são de difícil fiscalização e monitoramento. É o caso da ampliação em 10% da taxa de atividade física na cidade.

A contribuição para a redução dos crimes de oportunidade, como furtos e roubos, em 10% na cidade de São Paulo, também coloca em dúvida se a ação será apenas dos agentes municipais, já que segurança pública é de responsabilidade dos estados.

Plano de metas

A primeira versão do Plano de Metas 2017-2020 foi formulado baseado em cinco eixos temáticos: Econômico e Gestão, Urbano e Meio Ambiente, Social, Humano e Institucional.

DESENVOLVIMENTO HUMANO

– Expandir em 30% as vagas de creche, de forma a alcançar 60% da taxa de atendimento de crianças de 0 a 3 anos

– Atingir IDEB de 6,5 nos anos iniciais e 5,8 nos anos finais do ensino Fundamental

– Alcançar 95% dos alunos com, no mínimo, nível de proficiência básico na Prova Brasil, nos anos iniciais e finais do Ensino Fundamental

– Alcançar 95% dos alunos alfabetizados ao final do segundo ano do Ensino Fundamental

– Garantir 100% dos CEUs transformados em polos de inovação em tecnologias educacionais e práticas pedagógicas

– Todo aluno e todo professor em escolas municipais de Ensino Fundamental com acesso á internet de alta velocidade

– Aumentar em 15% o público total frequentador dos equipamentos culturais

– Aumentar em 15% o público frequentador do sistema municipal de bibliotecas

– Garantir 100% de encaminhamentos das denúncias recebidas referentes a populações vulneráveis

– Alcançar 150 empresas que façam adesão voluntária ao selo municipal de princípios de direitos humanos e diversidade na cidade de São Paulo

DESENVOLVIMENTO URBANO E MEIO AMBIENTE

– Reduzir o índice de mortes no trânsito para valor igual ou inferior a 6 a cada 100 mil habitantes/ano

– Aumentar em 10% a participação da mobilidade ativa em São Paulo

– Aumentar em 7% o uso do transporte público em São Paulo

– 210 mil famílias beneficiadas por procedimentos de regularização fundiária

– 27.500 famílias beneficiadas com Intervenção Integrada em Assentamentos Precários (Esta meta depende de recursos de outros entes da Federação. Contando somente com recursos próprios do município, a Prefeitura considera possível atingir a meta de 14.166 famílias beneficiadas)

– 25 mil unidades habitacionais entregues para atendimento via aquisição ou via locação social (Esta meta depende de recursos de outros entes da Federação. Contando somente com recursos próprios do município,a Prefeitura considera possível atingir a meta de 6.663 unidades habitacionais)

– Plantar 200 mil árvores no município, com prioridade para as dez Prefeituras Regionais com menor cobertura vegetal

– Reduzir em 100 mil toneladas os rejeitos enviados a aterros municipais no ano de 2020, em relação à média de 2013-2016

– Valorização do Centro da cidade de São Paulo, com a implantação de projetos de requalificação urbana

– Reduzir em 60% o tempo para a emissão de alvarás de aprovação e execução de construções

– Implantar um novo padrão de uso racional de água e eficiência energética em 100% dos novos projetos de edificações

– Reduzir em 15% as áreas inundáveis da cidade

– Melhorar as condições de acessibilidade em 200 edifícios públicos existentes

DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E GESTÃO

– Garantir que 100% dos novos processos sejam eletrônicos, reduzindo custos e tempo de tramitação

– Reduzir o tempo para a abertura e formalização de empresas de baixo risco de 101,5 dias para 5 dias

– Duplicar os pontos WiFi Livre na cidade de São Paulo.

– Implantar o padrão Poupatempo em todas as Regionais

– Viabilizar R$ 5 bilhões de impacto financeiro para a Prefeitura de São Paulo, no âmbito do plano Municipal de Desestatização

– Reduzir 20% das despesas operacionais em relação ao triênio anterior

– Aumentar em 10% , entre 2017 e 2019, a quantidade de empresas abertas relacionadas a cadeia de economia criativa em comparação ao triênio 2013-2015

– Gerar oportunidades de inclusão produtiva, por meio das ações de qualificação profissional, intermediação de mão de obra e empreendedorismo, para 70 mil pessoas que vivem em situação de pobreza, especialmente para a população e situação de rua

– Aumentar em 20% o investimento público per capita médio da cidade em relação ao período de 2013 a 2016

DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL

– Garantir que 100% dos dados publicados pela Prefeitura estejam disponíveis em formato aberto, integrando ferramentas básicas de acessibilidade

– Aumentar em 50% o Índice de Integridade da Prefeitura de São Paulo

– Ampliar em 10% a arrecadação da dívida ativa do município, em relação aos últimos quatro anos

– Aumentar em 10% o valor acumulado de Investimentos Estrangeiros Direto em relação aos últimos quatros anos.

– Reduzir em 20% o tempo médio de atendimento (TMA) dos cinco principais serviços solicitados às Prefeituras Regionais, em relação aos últimos quatro anos.

– Garantir ações concentradas de zeladoria urbana em 200 eixos e marcos estratégicos da cidade de São Paulo

– Duplicar as visualizações ao portal da Prefeitura e o número de seguidores nas mídias sociais

– Mobilizar 5.000 voluntários nas ações da Prefeitura de São Paulo

DESENVOLVIMENTOS SOCIAL

– Aumentar a cobertura da atenção primária à saúde para 70% na cidade de São Paulo

– Reduzir em 5% a taxa de mortalidade precoce por doenças crônicas não transmissíveis selecionadas, contribuindo para o aumento de expectativa de vida saudável

– Certificar 75% dos estabelecimentos municipais de saúde conforme critérios de qualidade, humanização e segurança do paciente.

– Reduzir o tempo médio de espera para exames prioritários para 30 dias na cidade

– Diminuir a taxa de mortalidade infantil em 5% na cidade de São Paulo, priorizando regiões com as maiores taxas

– Contribuir para a redução dos crimes de oportunidade em 10% na cidade de São Paulo

– Ampliar em 10% a taxa de atividade física na cidade de São Paulo

– Assegurar acolhimento para, no mínimo, 90% da população em situação de rua.

– Garantir 15.000 vagas de atividades para idosos com objetivo de convívio e participação na comunidade

– Transformar São Paulo em uma Cidade Amiga do Idoso, obtendo o selo pleno do Programa São Paulo Amigo do Idoso

Fonte: http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/doria-deixa-promessas-de-campanha-de-fora-do-plano-de-metas.ghtml

Governo publica no ‘Diário Oficial’ nomeação do novo ministro do TSE

Admar Gonzaga Neto vai ocupar a vaga do ministro Henrique Neves, que deixará o tribunal no próximo dia 16.

A nomeação foi assinada pelo presidente Michel Temer.

O governo publicou nesta sexta-feira (31), no “Diário Oficial da União”, a nomeação do novo ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Admar Gonzaga Neto. O decreto que oficializa o nome de Gonzaga Neto para a corte foi assinado pelo presidente Michel Temer.

O novo ministro vai ocupar o lugar de Henrique Neves, que deixará o TSE no próximo dia 16. Gonzaga Neto atualmente é ministro substituto no tribunal.

A corte do TSE, instância máxima da justiça eleitoral, é composta por sete ministros: três do Supremo Tribunal Federal (STF); dois do Superior Tribunal de Justiça (STJ); e dois representantes da classe dos juristas – é o caso de Gonzaga Neto.

A escolha dos representantes da classe jurídica que vão compor o tribunal é feita pelo presidente da República, a partir de uma lista prévia apresentada a ele pelo Supremo.

Perfil

Admar tem 56 anos e foi ministro substituto do TSE por dois mandatos de dois anos, iniciados em 2013 e 2015.

Na carreira de advogado, o novo ministro atuou nas áreas de direito criminal, civil, eleitoral e constitucional. Entre 2003 e 2008 ele foi secretário-geral do Instituto Brasileiro de Direito Eleitoral (Ibrade). Além disso, ele foi membro da comissão especial de reforma do Código Eleitoral no Senado.

Julgamento da chapa Dilma-Temer

Na próxima terça-feira (4), os olhos do mundo político estarão voltados para o TSE, quando o tribunal deve começar a julgar a ação sobre irregularidades cometidas pela chapa Dilma Rousseff-Michel Temer na última campanha eleitoral.

O PSDB, autor da ação, alega que a chapa cometeu abuso de poder econômico e usou dinheiro oriundo de propina para financiar a campanha. Quando apresentou a peça ao tribunal, logo após o pleito que elegeu Dilma como presidente e Temer como vice, O PSDB pedia a cassação da chapa vencedora e a posse dos candidatos tucanos Aécio Neves e Aloysio Nunes no lugar.

Fonte: http://g1.globo.com/politica/noticia/governo-publica-no-diario-oficial-nomeacao-do-novo-ministro-do-tse.ghtml

Vídeo mostra obras e grades recolocadas no pavilhão 3 de Alcaçuz

Grades foram arrancadas ainda em 2015; situação se agravou neste ano.
Unidade passa por obras para reconstrução após massacre em janeiro.

Vídeo mostra obras e grades recolocadas no pavilhão 3 de Alcaçuz

Grades foram arrancadas ainda em 2015; situação se agravou neste ano.
Unidade passa por obras para reconstrução após massacre em janeiro.

Do G1 RN

As obras de reconstrução do pavilhão 3 de Alcaçuz devem ser concluídas nos próximos dias, de acordo com a Secretaria Estadual de Justiça e Cidadania. Nesta sexta-feira (31), o G1 teve acesso a fotos e vídeo que mostram a maioria das celas já com grades recolocadas e instalação elétrica sendo refeita. Desde 2015, a unidade estava sem grades, devido rebeliões. A situação se agravou em janeiro deste ano, durante novas rebeliões.

O secretário de Justiça e Cidadania do RN, Wallber Virgolino, informou que as obras no pavilhão 3 estão bem adiantadas. “Tudo deve ficar pronto lá nos próximos dias, tanto essa parte de reconstrução e recolocação das grades como também reforço na estrutura para dar mais segurança”.

O pavilhão 3 de Alcaçuz estava praticamente todo destruído. Além das rebeliões registradas em janeiro deste ano, quando pelo menos 26 detentos foram assassinados no presídio e os presos passaram mais de uma semana totalmente soltos, a unidade tinha sido palco de rebeliões em março de 2015 e depois em novembro do mesmo ano.

Na ocasião, o governo do estado chegou a realizar obras de reparo na unidade, mas depois os presos quebraram novamente a arrancaram as grades das celas. Desde aquele ano, inclusive, foi decretado situação de calamidade no sistema penitenciário do Rio Grande do Norte.

Volta dos presos
O secretário Wallber Virgolino disse que, após a conclusão das obras no pavilhão 3, existe a possibilidade de um grupo de presos ser levado para lá. “Estamos avaliando essa viabilidade, porque como as obras continuarão nos outros pavilhões, temos que avaliar a segurança no local”.

Os presos do pavilhão 3, assim como dos pavilhões 1 e 2, foram todos levados para o pavilhão 5, em uma operação realizada pela força tarefa de intervenção penitenciária, no dia 20 de março deste ano. No total, 1303 presos estão no pavilhão 5, atualmente, até que as obras sejam concluídas.

Massacre
Em janeiro deste ano, Alcaçuz foi palco da maior rebelião já registrada no Rio Grande do Norte, quando presos da facção PCC invadiram pavilhão onde estavam detentos da facção Sindicato do RN e promoveram uma matança. Pelo menos 26 presos foram mortos pelos rivais no dia 14 de janeiro.

Esse evento sucedeu uma série de rebeliões que duraram uma semana, até que a força tarefa de intervenção penitenciária enviada pelo Ministério da Justiça retomasse o controle da maior unidade prisional do estado.

O pavilhão 5 foi o primeiro a passar por obras, bem como a área externa do presídio que ganhou uma cerca de proteção e ainda teve concretagem em todo o entorno do muro de Alcaçuz. Um grande muro de concreto também foi erguido separando os pavilhões 4 e 5 dos demais.

Nova rontina
Grades nas celas, agentes a postos, presos trancafiados. A ordem e a disciplina estão de volta ao Pavilhão 5, como é mais conhecido o Presídio Rogério Coutinho Madruga, anexo da maior penitenciária do Rio Grande do Norte.

No Pavilhão 5 de Alcaçuz, presos passam por atendimentos. É uma nova rotina, que busca dar cidadania aos detentos (Foto: Thyago Macedo/G1)
No Pavilhão 5 de Alcaçuz, presos passam por atendimentos. É uma nova rotina, que busca dar cidadania aos detentos (Foto: Thyago Macedo/G1)

No dia 17 de março, dois meses após uma série de rebeliões, conflitos e a morte de 26 detentos, o G1 entrou na unidade para ver de perto o palco do ‘Massacre de Alcaçuz’ – o mais violento episódio da história do sistema carcerário potiguar.

Concurso público
Mas não apenas com presídios, obras de reestruturação, grades, cercas ou muros de contenção que se faz um sistema penitenciário. É preciso material humano. E, de acordo com o titular da Sejuc, o governo vai ter que fazer concurso público para contratar agentes penitenciários – principalmente para reforçar os efetivos do Presídio Rogério Coutinho Madruga e da Penitenciária Estadual de Alcaçuz. “Tem que ter esse aumento”, afirmou Wallber Virgolino.

Contudo, o secretário esclarece que, de imediato, ainda não será possível aumentar o quadro de agentes, mas que o governo tem a pretensão, de ainda este ano, realizar um concurso para a categoria.

 

Presos soltos em Alcaçuz durante rebeliões em janeiro deste ano (Foto: Andressa Anholete/AFP)

 

Fonte:  http://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia/2017/03/video-mostra-obras-e-grades-recolocadas-no-pavilhao-3-de-alcacuz.html

Porta do prédio de Adriana Ancelmo amanhece com pichação no Rio

Palavras como “ladra” e “bandida”, foram escritas no asfalto da rua onde o casal vivia antes de ser preso. Ela foi levada para prisão domiciliar na quarta (29).

 

A porta do prédio onde vive a ex-primeira-dama Adriana Ancelmo, no Leblon, na Zona Sul do Rio, amanheceu com pichações em protesto contra a volta da mulher de Sérgio Cabral. Palavras como “ladra” e “bandida”, foram escritas no asfalto da rua onde o casal vivia antes de ser preso, como informou a repórter Raquel Honorato, da TV Globo.

Cartaz pede que motoristas buzinem na porta do prédio caso sejam contra a presença de Adriana Ancelmo no bairro (Foto: Raquel Honorato/ TV Globo)

Cartaz pede que motoristas buzinem na porta do prédio caso sejam contra a presença de Adriana Ancelmo no bairro (Foto: Raquel Honorato/ TV Globo)

Com um pedaço de papelão, uma mensagem presa no poste diante do prédio pedia que os motoristas que fossem favoráveis a mulher de Sérgio Cabral voltar para o presídio em Bangu buzinassem.

Adriana foi hostilizada por parentes de presos ao deixar o presídio, na quarta-feira (30). Ela chegou ao Leblon por volta das 20h, sob vaias e xingamentos de cerca de 50 pessoas que aguardavam no local. Os carros da Polícia Federal foram recebidos por gritos de “Volta para Bangu”, além de palavrões e ofensas. Alguns chegaram a desferir tapas contra o vidro e foram afastados por agentes da PF.

A mulher do ex-governador Sérgio Cabral estava presa na ala feminina do presídio de Bangu 8, no Complexo Penitenciário de Gericinó, na Zona Oeste, desde 17 de dezembro. Adriana responde por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

A ex-primeira-dama Adriana Ancelmo chega ao seu apartamento no Leblon, Zona Sul do Rio de Janeiro (RJ), na noite desta quarta-feira (29), para começar a cumprir prisão domiciliar. A ex-primeira-dama estava presa desde dezembro do ano passado. (Foto: ALESSANDRO BUZAS/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO )

A ex-primeira-dama Adriana Ancelmo chega ao seu apartamento no Leblon, Zona Sul do Rio de Janeiro (RJ), na noite desta quarta-feira (29), para começar a cumprir prisão domiciliar. A ex-primeira-dama estava presa desde dezembro do ano passado. (Foto: ALESSANDRO BUZAS/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO )

Fonte: http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/porta-do-predio-de-adriana-ancelmo-amanhece-com-pichacao-no-rio.ghtml

Ex-presidente coreana Park Geun-hye é presa em meio a escândalo de corrupção

Ela é o terceiro ex-chefe de Estado da Coreia do Sul detido por corrupção.

A ex-presidente sul-coreana Park Geun-hye foi presa nas primeiras horas desta sexta-feira (31), pela hora local, após um tribunal aprovar sua detenção no escândalo de corrupção que provocou seu impeachment, informa a agência coreana Yonhap.

Park, 65 anos, não falou com os jornalistas que a aguardavam na entrada do tribunal.

A prisão preventiva representa mais um revés para Park, que obteve um resultado recorde na eleição presidencial de 2012 e se tornou a primeira mulher a governar a Coreia do Sul.

Tráfico de influências

A queda em desgraça da ex-presidente começou em meados de 2016, quando foi revelado que sua melhor amiga, Choi Soon-sil, que nunca ocupou nenhum cargo oficial, aproveitou sua influência para obter milhões de dólares de grandes empresas sul-coreanas.

O escândalo levou a Assembleia Nacional a destituir a presidente em dezembro, o que acabou com a imunidade de Park e abriu caminho para uma investigação.

Depois que o Tribunal Constitucional confirmou em 10 de março o impeachment, a Procuradoria interrogou a ex-presidente na semana passada, em uma audiência de 21 horas, antes de solicitar sua prisão.

“A acusada abusou de seus grandes poderes e de seu status de presidente para receber subornos das empresas ou para violar o princípio da liberdade de gestão empresarial e filtrar informação confidencial importante sobre assuntos do Estado”, afirmou a Procuradoria em um comunicado, no qual considera Park uma cúmplice de Choi.

A ex-presidente nega todas as acusações e afirma que Choi traiu sua confiança.

Prisões e suicídio

Park é o terceiro ex-chefe de Estado da Coreia do Sul detido por um caso de corrupção. Chun Doo-Hwan e Roh Tae-Woo cumpriram penas de prisão nos anos 1990 por motivos similares. O ex-presidente Roh Moo-Hyun, eleito democraticamente, cometeu suicídio em 2009, quando ele e a família eram investigados por corrupção.

Durante o trajeto para o tribunal, exibido ao vivo pelos canais de televisão, a ex-presidente recebeu demonstrações de apoio nas ruas de Seul.

Fonte: http://g1.globo.com/mundo/noticia/ex-presidente-coreana-park-e-presa-diz-agencia.ghtml

Ivanka Trump será funcionária federal não remunerada

Ivanka Trump, de 35 anos, está presente na Ala Oeste da Casa Branca, o núcleo do poder americano. Ela já participou de vários encontros com líderes estrangeiros.

Ivanka Trump, filha e conselheira do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou nesta quarta-feira (29) que se tornará funcionária federal não remunerada, como seu marido, Jared Kushner.

A filha mais velha de Trump já dispunha de um escritório na Casa Branca, apesar de não ser funcionária do governo, situação que gerava críticas e questionamentos.

“Escutei as preocupações de alguns sobre meus conselhos ao presidente (…) e agora trabalharei como funcionária não remunerada em um gabinete na Casa Branca, submetida às mesmas regras dos demais funcionários federais”.

A Casa Branca comemorou rapidamente a decisão de Ivanka Trump por “seu papel inédito de primeira-filha e conselheira do presidente”. “O papel de Ivanka como funcionária não remunerada reforça nosso compromisso com a ética e a transparência”, destaca o texto.

Desde que Donald Trump assumiu a presidência, no dia 20 de janeiro, Ivanka Trump, de 35 anos, está muito presente na Ala Oeste da Casa Branca, o núcleo do poder americano, e participou de numerosos encontros com líderes estrangeiros.

Fonte: http://g1.globo.com/mundo/noticia/ivanka-trump-sera-funcionaria-federal-nao-remunerada.ghtml